1926 - “PARA AS FRONTEIRAS DO CEARÁ!”: A COLUNA PRESTES NO TERRITÓRIO CEARENSE E A ÓTICA DOS JORNAIS IMPRESSOS

Alex Alves de Oliveira

Resumo


Nossa reflexão versa sobre a construção das representações da Coluna Prestes no Ceará quando de sua passagem em 1926. Sobre a Manifestação, oriunda do Tenentismo que surgiu na Década de 20 do século XX, percorreu entre 24 a 25 mil quilômetros do território nacional. No interior cearense, variados confrontos aconteceram entre as forças legalistas e a Coluna Prestes. Naquele contexto, os meios de comunicação, a citar os jornais impressos, passaram a noticiar a passagem dos integrantes da Coluna, anunciando-os em suas edições como “revoltosos, saqueadores, impatrióticos e perturbadores da ordem.” A partir das reflexões entre a história política e a história cultural, as observações traçadas nesse artigo, visou analisar acerca das visões escalonadas sobre a presença dos marchantes, a partir da cultura escrita jornalística, aliançada direta ou indiretamente aos governos federal e estadual do período e de como a mesma geriu suas ações direcionadas ao movimento dos tenentes. Destacamos o papel do noticioso “O Nordeste”, importante impresso de circulação no espaço cearense à época.

Palavras-chave


Coluna Prestes; Jornais impressos; Representações

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.