O ARGUMENTO DA ALMA-HARMONIA NO FÉDON DE PLATÃO

Renan Soares Esteves, Pedro Henrique Araújo Santiago

Resumo


 

O diálogo de Platão, chamado Fédon, conclui a tetralogia dos diálogos platônicos acerca do julgamento e da morte de Sócrates. Neste diálogo, o tema central é a discussão acerca da imortalidade da alma, sendo propostos quatro argumentos em sua defesa. O objetivo do presente trabalho consiste em apresentar, em detalhe, uma objeção colocada pelo personagem Símias ao terceiro argumento apresentado por Sócrates. Esta objeção ficou conhecida como o Argumento da Alma-Harmonia. Inicialmente, são expostas temáticas presentes no referido diálogo, como a relação do filósofo com a morte e os três argumentos iniciais a favor da imortalidade da alma. Em seguida, é feita a análise da referida objeção, tendo como base os comentários de Ricardo Salles (2017).

 


Palavras-chave


Platão; Fédon; Imortalidade da alma; Argumento da Alma-Harmonia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Estadual do Ceará - UECE

Centro de Humanidades - CH

Curso de Graduação em Filosofia                                   

Occursus - Revista de Filosofia

ISSN: 2526-3676

Qualis B3


APOIO: