SERIA HEIDEGGER UM AUTOR ANTROPOCÊNTRICO? INVESTIGAÇÕES EM TORNO DO CONCEITO DE ANIMALIDADE

Rafael Ribeiro Almeida

Resumo


Em Conceitos Fundamentais da Metafísica, Heidegger dedica-se a analisar comparativamente o existente e o vivente, ou seja: o homem e o animal. Em vista disso, não raros são os intérpretes que atestam que o Filósofo alemão se envereda num pensamento antropocêntrico mediante tal comparação. Assim, o objetivo deste trabalho procura responder a seguinte pergunta: estaria Heidegger abordando a Animalidade enquanto tal ainda imersa em pressupostos antropocêntricos? Para tanto, investiga-se as teses centrais desenvolvidas em Conceitos Fundamentais da Metafísica, de 1929/30. Ao cabo, indica-se que as leituras que criticam as teses heideggerianas como carregadas de antropocentrismo descerram-se como contestáveis.

Palavras-chave


Antropocentrismo. Heidegger. Animalidade. “Ser-pobre-de-mundo”. Privilégio ontológico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Universidade Estadual do Ceará - UECE

Centro de Humanidades - CH

Curso de Graduação em Filosofia                                   

Occursus - Revista de Filosofia

ISSN: 2526-3676

Qualis B3


APOIO: