História global do trabalho: o caso da indústria de construção e reparação naval 1950-2010

Raquel Varela

Resumo


Neste artigo pretendemos discutir os desafios de um projeto de história global do trabalho e a sua contribuição para compreender a história do capitalismo contemporâneo desde a segunda metade do século XX até aos dias de hoje. Este projeto está dividido em dois estágios de investigação que consistem, numa primeira fase, usando um modelo de investigação coletivo, de historicizar o trabalho na construção e na reparação naval desde a II Guerra Mundial e seguir a relocalização da produção e analisar as suas consequências para a força de trabalho na Europa, na América do Norte e do Sul e Leste asiático desde 1980. Numa segunda fase vamos explorar o conceito de «cadeia produtiva» e construir um modelo analítico que nos permita contribuir para a história do capitalismo, numa perspectiva global e comparada, desde 1945. Entre as muitas razões para estudar este setor do trabalho está a importância da indústria naval para o comércio e transporte mundiais, para a indústria siderúrgica, a sua relação com a indústria militar, o seu caráter produtivo e a história de conflitualidade social neste setor de trabalhadores da construção e reparação naval.

Palavras-chave


capitalismo global; trabalhador da indústria naval; reparação naval

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE