Contingências e mediações do Valor Universal Excepcional: interseções entre o local, o internacional e o universal a partir de dois parques naturais do patrimônio mundial

Igor Babou

Resumo


O processo de patrimonialização de parques naturais pela UNESCO pode ser definido antes pela heterogeneidade e por articulações e deslocamentos entre natureza e cultura, do que por “valores” ou por categorias puras e homogêneas, fixas e em oposição, as quais imporiam um valor universal como evidência. A atribuição do Valor Universal Excepcional depende, então, em grande parte de contingências locais e de mediações internacionais. A pesquisa conduzida em dois parques naturais habitados, um na Argentina e outro em La Réunion, ambos reconhecidos pela UNESCO por sua biodiversidade, revelou uma diversidade de escalas territoriais de ação, a confrontação de normas e usos, e a circulação de representações ligando o local ao internacional. Assim, é por meio de uma tessitura heterogênea de operadores de legitimação, de discursos e de saberes, e mesmo da intervenção imprevisível de uma espécie animal que se revela este jogo de estratégias humanas em torno da patrimonialização. 


Palavras-chave


parques naturais, patrimonialização, UNESCO, mediações, deslocamentos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O público e o privado - Revista do PPG em Sociologia da Universidade Estadual do Ceará - UECE